Haicai, Verso e Prosa

Letras e Sentimentos

Meu Diário
13/12/2021 08h31
Salve Mariana Luz

Salve, Mariana Luz!

-

Dez de dezembro, 2021,

Sesquicentenário de Sianica.

A celebração de sua obra fica

No coração de todos nesta terra,

Nesta  glória que a tua obra encerra.

Em teu nome e na alma contém a luz

Que ilumina e a academia, conduz,

Teus conterrâneos a te verem assim:

Sorrindo, feliz, não só para mim...

De Itapecuru, o mundo a seduz.

-

São tantos os textos que legaste

Espalhados nas colunas dos jornais...

Não  podias imaginar jamais

Que a tua história teria um resgate

Veja, veja só aonde chegaste!

Lá na praça, junto a  tantos  poetas,

Escritores  do  estado fazem a festa

Gloriosa   neste  teu   belo dia...

Tem até o grande Gonçalves Dias.

 

Querida mestra, para te saudar!

Ofereço-te este mimo que fiz

Nesta  arte de iniciante aprendiz...

Buscando nosso encontro na memória,

Na despedida, buscando nova história...

Fevereiro, novecentos e sessenta

Ah, a tua palavra me alimenta:

- O estudo é um caminho bem seguro

Para  se melhorar qualquer futuro...

Mas, precisamos estar sempre atentas.

 

Sentadas à mesa na tua sala

Pedias-me esta  colcha  do armário

Para te proteger dos sanguinários

Pernilongos zumbindo ao teu redor.

Executo a tarefa  e então ao por

agradeces e pedes que eu  sente.

Falas  da tristeza de estar ausente

Da coisa que mais amas, escrever.

Dependente, na cama, pode ser

A coisa mais difícil em teu  presente.

 

Mas, hoje, reinas nesta  nossa terra!

Teus textos estão em livros e jornais

Sempre com  gostinho de quero mais...

Um sopro de eternidade em tua obra

Em cada pesquisador que redobra

A tua genialidade esquecida

Após  anos e anos  sendo  lida

Em texto científico editado

Trazendo  aos teus leitores um recado,

Dando-te em nosso tempo, nova vida.

 

Rio de Janeiro, 10/12/2021

Benedita Azevedo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Publicado por Benedita Azevedo em 13/12/2021 às 08h31
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
30/10/2021 13h58
65 reunião do Grêmio Haicai Águas de Março

65ª Reunião presencial do Águas de Março. Última com Guin Gá.

.

Procurando um texto no HD externo encontrei esta reunião do Grêmio Haicai Águas de Março presencial, realizada em 15/07/2016, a última que Guin Gá participou. Ele estava bastante debilitado e escreveu com dificuldade um haicai. Segundo a esposa, foi a última coisa que ele não esqueceu, as reuniões do grêmio. Estávamos à sua espera, pois avisara que estaria presente. Ao abrir a porta vejo-o apoiado ao braço dela, andando com muita dificuldade. Disse que veio porque era a única coisa que tivera vontade de fazer naquele dia. Puxei a cadeira para que sentasse apoiando-se à mesa. Yara queria falar em particular comigo. Saimos da sala e ela me pediu para dizer que em agosto não teria reunião, pois, foi bastante penoso trazê-lo de Niterói até o centro do Rio. No desenrolar da reunião percebemos sua dificuldade em escrever, tentando anotar os haicais avaliados. Ao final, tomou o costumeiro lanche e quis logo ir para casa, pois estava cansado. Este foi seu último haicai escrito no Grêmio. Não sabemos se já o tinha escrito antes em outro lugar.

-

Na manhã escura

demorando a acordar…

Mas que forte frio!

 

Douglas Éden Brotto (Guin  Gá)

 

Kigos:

  1. Nuvem de inverno
  2.  árvore de inverno
  3. qualquer tema junino

 

Benedita Azevedo

-

As nuvens de inverno

paradas sobre a montanha...

A manhã cinzenta.

-

Na árvore sem folhas

um pássaro arrepiado...

Ventinho de chuva!

-

Crepita a fogueira –

As sombras dos visitantes

andam pelo muro.

-

Djalda Winter Santos

-

A nuvem branca, no céu

Vagueia sozinha

Nuvem de verão.

-

Árvore de inverno...

Nenhuma folha, só galhos

todinha desnuda.

-

Uma labareda,

todos olham para o céu:

Balão pegou fogo...

-

-

Iraí Verdan

-

Manhã sem folha...

E essa nuvem de inverno

A mover-se lenta.

-

No parque da praça

Quase sem folhas, triste,

Árvore de inverno.

-

Quadrilha na escola...

Segura o chapéu, sem jeito

Guri caipirinha.

     -

Lourdes Fonte

     -

Vento e nuvens

Se encontram: vão embora...

 Nuvens de inverno.

   -

Árvore de inverno

Exposta ao vento da tarde—

Nua de folhas.

   -

Uma noite fria –

Perto da fogueira

Rostos corados.

    -

Regina Coeli

    -

Nuvem de inverno.

Por todo céu se forma

Um constante peso

   -

Arvore de inverno –

Já despida todinha

De folha em folha

   -

Na festa junina

Arraiá é pra valer.

Pescador não ausente.

-

Yara Brotto

-

Que pena mamãe!

Esta árvore de inverno

Escurece o dia.

-

Na tarde cinzenta

A árvore de inverno

No quintal, seca.

-

Na tarde cinzenta

Um mamoeiro solitário

No quintal seco.

-------------------------------

Rio de Janeiro, 11/09/2021

Benedita Azevedo (EMI)

 

 

 

 


Publicado por Benedita Azevedo em 30/10/2021 às 13h58
 
25/09/2021 15h12
Renga do HAIKAI & DESCEDENTES & ASCENDENTES

Arquivo 01

Primeiro Renga do Grupo Haika & Ascendentes & Descendentes

Objetivo: Entender as origens do haicai tradicional.

-----------------------------------------------------------------------------

RENGA : Chuva de verão:

Condução Benedita Azevedo

--------------------------------------

01

Chuva de verão –

Barulho de água na calhas,

no mais, o silêncio.

-----   Carlos Martins

02

Dormem juntinhos na gruta

o rebanho e o pastor.

--------Regina Alonso

 

03

Guardando a entrada

a cadela de vigia --

Estronda o trovão.

-------Benedita Azevedo.

04

"O relâmpago ilumina

as casas na noite escura".

--------Carlos Martins

 

05

Tempo nebuloso

risca o céu de colorido –

Duplo arco-íris.

------Sandra Hiraga

06

No pontilhão da cidade

sorri casal de mendigos.

---------Regina Alonso.

 

07

Voluntário chega

com uma sopa quentinha

após o toró

-------Clara Znifer

08

Na frente da Catedral

os moradores de rua.

---------Nilza Azzi

 

09

Bando de andorinhas -

O céu por alguns instantes

no olhar do mendigo

---------Rose Mendes

10

Uma ponta de saudade

passa pelo pensamento.

--------Sandra Hiraga

 

11

Revoada de pombos

em torno do coreto ---

Manhã de verão

-------Carlos Martins

12

A criançada na creche

corre na recreação!

-------Benedita Azevedo.

 

13

As folhas ao sol

lembram a arte da Criação

por puro Amor...

------Antonio De Jesus Anjes

14

Caminhantes continuam

pela alameda em flor.

--------Regina Alonso

 

15

O sol ardente

plácido corre o riacho

homens conversam

-------Antonio De Jesus Anjes

16

Dois pescadores com anzol

enchem a cesta de peixes.

------Benedita Azevedo.

 

17

Tarde preguiçosa ―

Em uníssono as cigarras

na mata do rio.

-------Carlos Martins

18

voa, voa um passarinho

sobre o mistério da tarde

-------Rose Mendes

 

19

Apenas silêncio

e o arrebol de verão -

Olhar para o céu...

-------Marco Aurélio Goulart

20

Lá sobre a Serra do Órgãos

a cachoeira murmura

-------Benedita Azevedo

 

21

Uma gota d’água

Pinga, pinga persistente

Perfurando a rocha

-------Pedro Caluchi

22

a tarde vai se esvaindo

e esta chuva que não cessa.

---------Elisa Campos

 

23

vai chegando a noite

cantam os pássaros pretos

entre o bambuzal

-------Severino José

24

num farfalhar de folhas

meus passos seguem a trilha

--------Elisa Campos

 

25

Noite silenciosa...

só o grito da coruja

rasga a escuridão!

--------Benedita Azevedo.

26

Passa, na noite sem lua,

o jovem casal em juras.

--------Carlos Martins

 

27

Silêncio na noite

aves pousadas nos ramos

anjos sobre a terra

------ Rose Mendes

28

Nem passarinhos verão

a morna chuva de estrelas.

------Marco Bastos

 

29

Chia no fogão

a comida preferida

pescada frita

------Regina Alonso

30

a mesa posta pra dois

e um som suave no ar.

-------Benedita Azevedo.

 

31

por todo o quintal

sinais visíveis de chuva

ah!, a brisa fresca!

-----Severino José

32

ao arrepio do sabiá

horas passam no telhado.

---------

 

33

amoroso encontro

a noite cai na cidade

não há solidão

---------Rose Mendes

34

Ao sopro do vento frio

um abraço aquece o casal.

---------Marco Aurélio.

 

35

crianças brincam

com um enorme cipó ―

Campo de verão.

-------Carlos Martins

36

Sombra de corpos no chão

e lá se vai a manhã...

--------Regina Alonso

 

--------------------------

Praia do Anil, Magé - RJ

14-01-2018, antes do Fantástico, terminamos

nosso fantástico RENGA! Às 20h 41m.

.

Benedita Azevedo

 


Publicado por Benedita Azevedo em 25/09/2021 às 15h12
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
11/09/2021 17h07
Reunião da ACLAM

C O N V I T E

REUNIÃO DA ACLAM

 

        ACLAM: Academia de Ciências, Letras e Artes de Magé, na retomada e suas atividades, convida SEUS ACADÊMICOS para a próxima reunião. Na ocasião festejaremos os 10 anos de fundação de nossa academia e trataremos da eleição da nova diretoria.

 

DATA: 25 de setembro de 2021, às 15 horas.

LOCAL: Rua Carlos Franco, 179, Praia de Mauá-Magé-RJ

FAVOR CONFIRMAR PRESENÇA

Todos estaremos de máscara e mantendo distanciamento.

 

Benedita Silva de Azevedo

Secretária e Presidente do Conselho

Praia de Mauá- Magé- RJ, 11/09/2021


Publicado por Benedita Azevedo em 11/09/2021 às 17h07
 
01/11/2020 17h01
Histórias e fotos - capítulo XXI

Reaprendendo a viver

O Amilcar faleceu dia 04 de maio de 1980, no dia em que completava 53 anos, faltando três meses para completarmos 18 anos de casados. Com muitos altos e baixos, dez anos após sofrer  um AVC, os filhos crescidos, estudando, o Rogério trabalhando...a casa tomou um aspecto vazio. Mesmo estando acamado há quase dois anos, sentimos falta de sua presença.  Faltava alguma coisa. Tínhamos de reestruturar tudo. Reaprender a viver sem ele.

Os filhos se dedicaram aos estudos, teriam o vestibular ao final daquele ano. Na Universidade Federal do Maranhão a concorrência era grande. Além dos maranhenses  muita gente de fora se inscrevia para disputar uma vaga.  Após dois anos com o Amilcar acamado e muitos desafios a superar, os dois não conseguiram aprovação. Para os cursos preferidos por eles. Só havia uma opção à época, no Estado do Maranhão: UFMA - Universidade Federal do Maranhão.

Matricularam-se em um cursinho. Jane conseguiu uma vaga em Odontologia, aos 17 anos, em Julho de 1981. Rogério continuou no cursinho e dois anos depois mudou de área e cursou Administração de Empresa, a princípio em Belém, depois  na UEMA.

Em julho de 1981, um ano após o falecimento do Amilcar, um grupo de professores do Marista viajou para  fazer um Curso de Atualização em Educação. Começou em Campinas, SP dia 07 de junho  e terminou no Rio de Janeiro, dia 27 do mesmo mês, ministrado pela equipe de professores da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. O grupo nominado de “ V JEMAR – Jornada de Educadores  Maristas”. Foi um divisor de águas em minha vida, o romper de um casulo.  

V JEMAR (Jornada de Educadores Maristas)

Os  professores  eram  divididos por equipes.  Havia uma  hora de  recreação. Cada dia um grupo era responsável. A minha vez era a última.  Após um período sem escrever  quase  nada,  resolvi  homenagear  a  todos numa espécie de cordel em quadras, menos a métrica, pela dificuldade de encaixar os nomes das pessoas presentes.  Ao final, a direção do evento solicitou uma cópia para anexar aos anais da JEMAR. O Irmão Salvador sugeriu que o título fosse modificado para V Gemada, significando a mistura de pessoas de muitos Estados e suas características.

V GEMADA

Uma pequena homenagem

agora quero prestar,

aos educadores que vieram

fazer a V JEMAR.

 

Do extremo Norte ao Sul,

temos gente de todo lugar,

com a grande disposição

dos conhecimentos ampliar.

 

GRACIANO de Belém,

BENEDITA do Maranhão,

temos ELZA e JOÃO BATISTA,

participando em comunhão.

 

Com CLEIDE, do Recife,

veio Alfredo, um vendaval;

da Paraíba, ANTONIETA,

nossa rainha do Carnaval.

 

VANDA veio de Uberaba,

da Bahia, MARA e IACEMA;

de Alagoas, a BARTIRA

viva apesar de pequena.

 

De Goiás, Maria José;

Vila Velha PENHA E MARINA;

do belo Rio de Janeiro;

com amor: SÔNIA e CRISTINA.

 

De São Paulo, a Grande  Metrópole,

temos  MÁRCIA E ALICE;

MARIA HELENA e ELIZA, do Paraná,

encantando-nos com sua meiguice.

 

Quanta gente bacana!

Agora estou a pensar;

veio do Rio Grande do SUL

participar da V JEMAR:

 

SANETE, NEIDA, MARIA HELENA,

NEWTON, GILSON e SILVANA,

também a MARIA EMÍLIA,

Participando com gana.

 

Os trabalhos preciosos

preciso também  resaltar,

das  pessoas que trabalham

concretizando a V JEMAR.

 

Quem já viu pessoas iguais

aos Irmãos LAURINDO E SALVADOR?!

Dois pastores de Deus,

espalhando muito amor.

 

O Irmão CHESTANI nos trouxe

a noção do equilíbrio mental

que, por fim se resumiu

no AMOR o grande “sinal”.

 

A Irmã CARMELITA, confesso,

a  princípio me preocupou...

mas, ao final dos trabalhos,

as dúvidas dissipou.

 

TESCAROLO, quem diria?

Colocou-se ao nosso nível,

e com essa sua técnica

conseguiu do seu trabalho

o rendimento possível.

 

Irmão Ramalho mostrou-nos

a evolução da igreja:

tirando os banlangandãs,

fica a palavra de DEUS,

o essencial que Ele deseja.

 

Pra falar de Champagnat,

mostrando sua filosofia,

teremos o Irmão Laurindo,

pra nossa grande alegria.

 

O AMOR FRATERNO é fundamento.

Por isso é importante ver

o empenho dos Maristas

em tornar-nos conscientes

do que devemos fazer.

 

Voltei muito animada. Aqueles 20 dias comungando com educadores de vários Estados, com visões diversificadas, foi uma iluminação em minha vida. De repente, passei a ver um mundo diferente, cheio de possibilidades. Queria voltar a estudar, fazer um mestrado... Mas, o estudo dos filhos era prioridade. Segui fazendo todos os cursos de atualização ao meu alcance.

 

Rio de Janeiro, 25/06/81

Benedita Silva de Azevedo

 

 

 

 

 

 


Publicado por Benedita Azevedo em 01/11/2020 às 17h01
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 1 de 26 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » próxima»

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras