Haicai, Verso e Prosa

Letras e Sentimentos

Textos

Após dez anos - AVSPE - (cont.)

Calor ao luar

Sob o efeito desta música
neste belo alvorecer,
ao ver o site da AVSPE,
meu coração a bater
descompassado se agita,
lacrimejo sem querer.

E então relembro outra vez
Quando estive em minha terra
E escrevi este cordel
E o conteúdo que encerra
Então repasso a Efigênia
Outra parte, com sua vênia,
Quando estive em minha “Acerra”.


Após dez anos (cont.)

II

Saltando meu coração
Ultrapasso a linha férrea
Vou segurando a emoção
E antes que alguém encerre-a
Quero viajar outra vez;
Lembrar o vestido xadrez
Olhar os campos passando
Reviver minha viajem
Quando cheia de coragem
Meu futuro ia buscando.


Voltando ao presente, sigo
E continuo a viagem
Levando sempre comigo
A saudade na bagagem
Chego à casa do Zequinha,
Onde rezei ladainha
Para minha prima morta;
Por ali sempre passava
Quando da escola voltava
E via os primos à porta.

Imaginei minha casa
Com meus pais Eusébio e Rosa
Um calor meu corpo abrasa
E fico até mesmo prosa,
Ao lembrar daquela terra
E a silenciosa guerra
Entre órfãos e parentes,
Ninguém assume a postura
Que nenhuma criatura
Ali é assim tão carente.

Faço força pra seguir
Vencendo o impulso de entrar
Naquela rua a sorrir
E olhar a curva a dobrar...
Na minha pobre lembrança,
as manhãs da minha infância
todas eram de neblina;
e eu não conseguia ver
bem antes do sol nascer
o leito do rio deu menina.

Caros amigos e leitors vejam este cordel no link do site do escritor abaixo, com linda formatação e um seresteiro a cantar.
Um abraço a todos.
--------------------
Transcrição de e-mail enviado pela AVSPE

A emoção da narrativa perpassa a visão de quem a lê e atinge em cheio o interior d`agente com a exposição clara dos sentimentos simples, puros e quem vai ao encontro da sua terra natal matar a saudade através da difícil arte do cordel, onde se conta uma história e a coerência tem que ser mantida a todo custo. Mas a poeta Benedita soube fazê-lo com maestria precisão, deixando n`agente a sensação da pureza de sua alma, o carinho pelos amigos (AVESP) na pessoa da amiga maior, Efigênia, os parentes, os primos, os pais queridos, Euzébio e Rosa, a terra natal, Acerra, e toda uma gama imensa de recordações e sentimentos. Parabéns, Poeta Benedita. Lindo, lindo o seu cordel.
Jose Edward Guedes


Benedita Azevedo
Enviado por Benedita Azevedo em 26/06/2012
Alterado em 27/08/2012


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras