Haicai, Verso e Prosa

Letras e Sentimentos

Textos

Jornal de Itapecuru
Entevista com a nova acadêmica Benedita Azevedo

JI - Como recebeu o convite para fazer parte da academia de Ciências, Letras e Artes de Itapecuru?

Benedita Azevedo - Foi através de Teotônio que viu o material do meu site e me convidou por e-mail. Dona Santinha reforçou junto ao pessoal para me colocar como Membro Fundador. Foram os dois o Teotônio e dona Santinha que está com 96 anos e foi minha primeira professora.

JI - Qual a avaliação da importância de uma Academia numa cidade pequena como Itapecuru?

Benedita Azevedo - Olha, Itapecuru tem muitos vultos importantes eu até me surpreendi quando fui pesquisar a vida de Zuzu Nahus, foi uma surpresa maravilhosa conhecer a vida deste jornalista que será meu patrono.  A função da academia é além de tirar os escritos da gaveta resgatar a cultura itapecuruense que tem fatos importantes que as novas gerações desconhecem.

JI - Como você pode contribuir com a Academia?

Benedita Azevedo - {Risos...} Sou da era moderna. Através da internet é possível se colaborar intensamente com uma instituição à distância. Qualquer colaboração solicitada por e-mail há possibilidade de ser atendida de imediato. É só pedir.

JI - Como filha de Itapecuru e como a nova imortal deixe a sua mensagem.

Benedita Azevedo - Que os novos acadêmicos se esforcem, ajudem a diretoria a consolidar os objetivos propostos pela instituição e que  cada um dê o melhor de si e evite críticas que só atrapalham o crescimento deste sodalício que hora se estabelece. Eu já li em alguns sites críticas que não levam a nada e só destroem um trabalho que está sendo feito. Eu li em um site que a Academia já nascia morta. Mesmo que a pessoa que alardeie estas notícias não tenha credibilidade,  isso é um balde de água gelada na cabeça de quem está lutando para instalar e consolidar uma instituição literária em nossa querida Itapecuru.

Os novos acadêmicos Leomar Amorim e Benedita falaram de seus Patronos, cujas Cadeiras são a 30 e 34. Leomar descreveu sobre a vida do seu Patrono e lembrou dos intelectuais Gomes de Sousa, Henrique Leal, João Lisboa, Humberto de Campos e tantos outros. Disse que Itapecuru tem larga tradição com as Letras. Sentiu-se homenageado por fazer parte da Academia e sugeriu a publicação das biografias dos Acadêmicos, bem como dos Patronos.

A Acadêmica Benedita Azevedo fez referência à Academia Pan Americana de Letras e Artes, no Estado do Rio de Janeiro, da qual é Presidente e ofertou um broche ao presidente Buzar. Ao final  agradeceu aos presentes. Falou também dos jornais do Senhor Zuzu Nahuz, da Gazeta e O Trabalhista.

Benedita Azevedo
Enviado por Benedita Azevedo em 13/11/2014
Alterado em 16/11/2014


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras