Haicai, Verso e Prosa

Letras e Sentimentos

Textos

O corpo cansado
As forças fogem aos poucos e o corpo cansado,
De tantas grandes lutas há muito vencidas,
E o entardecer da vida o dia caminhado
Com a alma ainda forte em busca de guaridas.

A indagação a Deus e o pedido de tempo
Para encaminhar tudo aquilo que sonhou,
O corpo dolorido  pedindo o alimento
Prometendo os cuidados aos quais já deixou.

O embate ao qual o físico já superou
Pedindo ainda tempo ao querer ver crescer
Os filhos que a seus filhos o amor consagrou.

Já quase amanhecendo o remédio atuou
O corpo já sem força ao fim do entardecer
devolve a esperanças a quem acreditou.

Benedita Azevedo
Praia do Anil, 10 -04-2007

Benedita Azevedo
Enviado por Benedita Azevedo em 17/07/2007
Alterado em 28/01/2012


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras